INGÁ pede retirada do regime de urgência de projeto que viabilizaria “Arboricídio” em Porto Alegre

Captura de Tela 2017-09-18 às 10.29.04O INGÁ – Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais está distribuindo aos Vereadores de Proto Alegre carta em que pede a retirada da urgência na apreciação do Projeto de Lei 08/2017, do vereador Maluco do Bem, Moisés Barbosa, com emendas de Felipe Camozzato que configura-se “uma tentativa de imposição de uma Lei que vai contra a arbonização de Porto Alegre e afronta a legislação ambiental federal”.

A entidade declara-se contra o “arboricídio” em voga em Porto Alegre e exige que seja retirado o Regime de Urgência do PLCL 08/2017, por sua flagrante ilegalidade, e por consequência, que sejam tornados nulos seus efeitos perversos sobre a recente LC 757/2015. Exige também que qualquer  mudança na lei das compensações seja discutida com o COMAM, com as entidades da APEDEMA e com demais setores da sociedade.

O documento é assinado pelo Professor Paulo Brack, coordenador-geral da entidade.

Leia a íntegra a seguir:

Porto Alegre, 18 de setembro de 2017

Aos(as) Vereadores(as) de Porto Alegre:

 

Prezados(as) Senhores(as):

 

PELA RETIRADA DO REGIME DE URGÊNCIA E CONTRA PROJETO DE “ARBORICÍDIO” EM PORTO ALEGRE, O PLCL Nº 08/17

 

O Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais (InGá) vem repudiar veementemente o Projeto PLCL Nº 08/17, do vereador Moisés Barboza, “Maluco do Bem”, com emendas do vereador Felipe Camozzato, que configura-se em uma tentativa de imposição de uma Lei que vai contra a arborização de Porto Alegre  e afronta a legislação ambiental federal. Destacamos, também, não ter ocorrido nenhum debate sobre a matéria com os ambientalistas, com destaque à APEDEMA (Assembleia Permanente de Entidades em Defesa do Meio Ambiente do RS) e com o COMAM (Conselho Municipal de Meio Ambiente), este último que se encontra sem convocação e funcionamento desde novembro de 2016. Continuar lendo

Anúncios

AGAPAN protesta contra a eliminação de árvores em Porto Alegre e projeto de lei que exime o Poder Público da autorização

Captura de Tela 2017-06-19 às 21.12.45A AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural divulgou na noite deste domingo, 17/9/2017, nota jornalística, de autoria de Heverton Lacerda, sobre a quantidade de árvores cortadas nos últimos anos em Porto Alegre. Também traz declarações de dirigentes da entidade sobre o projeto de lei que tramita na Câmara de Vereadores que libera ao particular, assessorado por técnico, a possibilidade de cortar árvores na cidade.

Veja a nota na íntegra

 

AGAPAN realiza encontro sobre a história e o futuro do movimento ambientalista

Com a forte presença de ambientalistas históricos e muita juventude, o  Auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRGS sediou na noite desta segunda-feira (11/9/2017)  duas palestras: a da historiadora Elenita Malta, sobre a história da AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural e, em conseqüência, do movimento ambientalista em nosso Estado, e do jornalista Roberto Villar Belmonte, sobre a necessidade do ambientalista sair do seu nicho e falar mais para a sociedade, como atividade básica para ampliar as aceitações das teses do movimento e evitar retrocessos. A mesa dos trabalhos foi conduzida pelo presidente da entidade AGAPAN, Francisco Milanez, que promoveu o encontro que faz parte do ciclo AGAPAN Debate.

Elenita narrou diversas atuações de Lutzenberger e da Agapan e concluiu que o termo “sustentabilidade” como vem sendo utilizado hoje poderia ser considerada uma “ecopornografia”.  Villar destacou que falta comunicação ao movimento ambientalista e que o jornalismo que defende é aquele que serve à transformação da sociedade.

Na platéia, a filha de José Lutzenberger, Lilly, o professor Luis Rios de Moura Batista, o jornalista José Fonseca, a geógrafa Káthia Vasconcellos Monteiro, o advogado Beto Moesch, o monge budista Celso Marques, a professora Conceição Carrion, o professor Darci Campani, o engenheiro ambiental Eduardo Quadros, a professora Sandra Mendes Ribeiro, o jornalista Heverton Lacerda, o fundador da Agapan e professor Alfredo Gui Ferreira, a bióloga Karin Potter, entre outros.

O evento foi filmado e será colocado à disposição dos interessados em alguns dias no canal da AGAPAN no YouTube.  Fotografias de Sandra Mendes Ribeiro e Adriane Bertoglio Rodrigues.

Reunião Pública em Pelotas debateu o Aterro Sanitário Regional e retrocessos ambientais

Captura de Tela 2017-09-05 às 02.26.25.pngO CEA – Centro de Estudos Ambientais promoveu recentemente reunião pública para tratar da crise ambiental local. Veja o relato publicado (original, com links para vídeos).

Como resultado, aprovaram documento dirigido à comunidade e ao poder público local em que reivindicam uma política municipal de gestão de resíduos sólidos democrática e transparente  e a necessidade de maior debate para a instalação de um Aterro Sanitário Regional em Pelotas.

A nota sobre a reunião foi a seguinte: Continuar lendo

AMA questiona supressão de árvore centenária

Captura de Tela 2017-09-05 às 01.11.57.pngA AMA – Associação Amigos do Meio Ambiente, de Guaíba, RS, protesta contra a derrubada de um eucalipto centenário próximo ao sítio histórico da Casa de Gomes Jardim.

Na manhã de terça-feira, 29 de agosto, a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente (SMAMA) do Município de Guaíba erradicou um eucalipto-cheiroso (Corymbia citriodora) na Praça da Igreja Nossa Senhora do Livramento, às margens da Rua Gaspar Martins. A árvore, segundo relatos de moradores locais, tinha mais de cem anos, representava forte vínculo afetivo e cultural com a comunidade daquela região e aparentava estar em bom estado fitossanitário.

Continuar lendo

16 e 17/9 – Taís Fonseca aborda as 3 Ecologias, no Rincão Gaia

Captura de Tela 2017-09-05 às 00.45.48.pngA Fundação Gaia, associada da APEDeMA/RS, promove dias 16 e 17 de novembro o curso sobre ‘3 Ecologias’, com Taís Fonseca, inspirada no filósofo Felix Guatarry.

Captura de Tela 2017-09-05 às 00.59.49.pngAinda há vagas para a vivência que ocorrerá no Rincão Gaia . O lugar dedicado à difundir o pensamento ecológico e holístico,  um exemplo prático de restauração ambiental, construído em cima de uma pedreira, em Pantano Grande, município de Rio Pardo.

Maiores informações e inscrições pelo
telefone /Whatsapp: 99725-3685, ou por email reservas@fgaia.org.br

Evento no Facebook

6/9 – Ingá e Viveiros Comunitários organizam painel sobre O Papel das Unidades de Conservação no Desenvolvimento Regional

Para discutir O Papel das Unidades de Conservação no Desenvolvimento Regional as iniciativas Viveiros Comunitários e o Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais – InGá, como o apoio do Instituto de Biociências e da Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS, Paulo Carlos Grübler e Fernanda Schmitt estarão no Anfiteatro do Dep. de Botânica, no Campus do Vale da UFRGS, a partir das 18h30min, na próxima quarta, 6 de setembro.

O debate faz parte do ciclo que aborda as Políticas Públicas em Biodiversidade À Beira do Abismo promovido pelas entidades.

Captura de Tela 2017-09-04 às 08.36.39.jpeg