Amigos da Terra Brasil lança nota “em defesa da biodiversidade, do Brasil e da democracia: frente ao fascismo não pode haver hesitação”

Captura de tela 2018-10-16 14.42.07.pngO Núcleo Amigos da Terra Brasil, associada da APEDEMA/RS, divulgou hoje a seguinte nota:

Muitos dos retrocessos expressos na candidatura de Jair Bolsonaro podem ser irrecuperáveis. O desprezo pelos valores básicos da democracia e a intolerância em seu discurso de ódio são evidentes. Na pauta ambiental, o cenário é também grave, seja pelo fim do Ministério do Meio Ambiente ou pela ausência de propostas relativas a desmatamento e saneamento básico; seja pela expansão extrativista na Amazônia ou pelo ataque aos povos originários e tradicionais, entre outros impropérios de uma candidatura construída sobre mentiras, fake news e desinformação. Continuar lendo

Anúncios

Ambientalistas brasileiros divulgam Carta Aberta para os eleitos

Na última sexta-feira, 5/10/2018, diversas Redes e entidades que tem foco de atuação na questão ambiental divulgaram a seguinte Carta Aberta dirigida aos candidatos a serem eleitos na eleição deste domingo, 7/10/2018, para os cargos de Deputados Estaduais, Governadores, Deputados Federais, Senadores e Presidente da República.  São seis pontos que defendem políticas públicas e a proteção da biodiversidade, dentre outros.

Dentre as entidades que assinam, algumas integram a APEDEMA/RS.

Segue a íntegra:

Carta Aberta aos Candidatos a cargos eletivos

O FUTURO DO BRASIL, O MEIO AMBIENTE E A ELEIÇÃO DE 2018

O cenário no qual as eleições majoritárias de 2018 acontecem no Brasil é bastante crítico para a gestão ambiental e para as políticas públicas que cuidam de nossa natureza,  desenhadas nas últimas décadas. Continuar lendo

Vídeo em homenagem aos 35 anos do CEA começa a circular na Rede.

Captura de tela 2018-09-30 19.49.10.pngOs 35 anos do Centro de Estudos Ambientais – CEA, ocorrido em julho de 2018, foram registrados por Antônio Soler (Centro de Estudos Ambientais – CEA – Rio Grande/Pelotas/RS), que contribuiu com depoimento, fotos e registros sobre a vida da entidade. Os registros foram trabalhados em edição de vídeo pela ambientalista Ana Carolina Martins da Silva em homenagem à entidade.

Ana lembra que o CEA tem a mesma idade do GESP – Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas, de Passo Fundo.

Veja o vídeo e a sua ficha técnica no blog da Ana Carolina.

Agapan promove painel sobre a certificação de orgânicos

Captura de Tela 2018-08-21 às 08.58.29.pngO próximo AGAPAN Debate será em 3 de setembro, segunda-feira, e terá como tema a certificação dos produtos orgânicos – Certificação Orgânica: Verdades – Mentiras – Propostas de Avanços.

Afinal, as certificações são confiáveis? O que é possível melhorar?  Participarão os produtores Vilson Stefanovsky, presidente da Associação da Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE), entidade que substituiu a Coolméia – Cooperativa Ecológica na realização da feira pioneira da primeira quadra da Av. José Bonifácio, em Porto Alegre, e Silvana Bohrer, presidente da Associação dos Produtores da Rede Agroecológica da Região Metropolitana de Porto Alegre – RAMA.

Mediará o painel o advogado Renato Barcelos, da AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural.  A atividade começará às 19h no Auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRGS – rua Sarmento Leite, 320. (ver mapa).

Apoiam a atividade a Assessoria de Gestão Ambiental e o Núcleo de Saúde Urbana, ambos vinculados à UFRGS.

  • Veja detalhes e confirme presença no evento no Facebook.

Porto Alegre: saiba porque o projeto de Lei do Arboricídio é prejudicial

Captura de Tela 2018-08-08 às 12.58.49.png

Diante de uma nova afronta à proteção ambiental e à qualidade de vida da população de Porto Alegre através de mais um projeto de lei que visa impactar negativamente sobre a vegetação urbana da capital gaúcha, com reflexos na fauna, na flora e na qualidade do ar, entre outros importantes aspectos socioambientais, como o paisagístico e o sonoro, por exemplo, nós da Agapan vimos a público, através de parecer técnico elaborado por nossa equipe jurídica, formada pelos advogados e juristas Beto Moesh (relator), Eduardo Kroeff Machado Carrion e José Renato de Oliveira Barcelos, manifestar nossa veemente contrariedade ao PLCL 002/2018, conforme segue:
Posição da Agapan sobre  PLCL 002/2018, o PL do arboricídio


Continuar lendo

Assembleia Geral dos Amigos da Terra fortalece atividades conjuntas com parceiros

Captura de Tela 2018-07-10 às 12.16.52.pngAconteceu neste domingo (8/7/2018) a Assembleia Geral anual da Núcleo Amigos da Terra Brasil.

Durante a tarde, aconteceu primeiro a reunião do Conselho Consultivo, que reúne a rede de parceiros para traçar atividades conjuntas. E depois propriamente a assembleia de associados para apresentação do relatório de atividades.  O presidente do NAT Brasil, Fernando Costa, destaca que  Conselho Consultivo viabiliza a colaboração permanente dos Amigos da Terra com entidades da sociedade civil que são parceiras nas suas lutas e objetivos políticos.

Além de um relato das atividades e ações desenvolvidas ou apoiadas pela entidade ao lado de outros movimentos, como a resistência da Vila Nazaré frente aos ataques da prefeitura de Porto Alegre e da Fraport, transnacional alemã operadora do Aeroporto Salgado Filho, e a retomada Guarani-Mbyá no Arado Velho, território ancestral do povo indígena, entre outras tantas, também foi apresentada a movimentação financeira da organização no último ano e construída uma agenda conjunta para o segundo semestre de 2018, buscando unir as diversas forças presentes ao redor de pautas comuns.

 

(com nota dos Amigos da Terra)

AGAPAN protesta contra projeto em Salvador

Captura de Tela 2018-07-10 às 11.18.57.pngA Associação Gaúcha Proteção ao Ambiente Natural (AGAPAN) divulgou moção de apoio à luta de cidadãos e de diversas entidades, entre elas o Gambá, contra o projeto de BRT que a prefeitura de Salvador quer implantar na capital baiana e que deve derrubar centenas de árvores e tamponar 2 rios. O projeto que deve custar R$ 820 milhões tem gerado forte oposição na capital baiana por seus impactos ambientais e por ter sua pertinência para a mobilidade urbana questionada por especialistas – segundo eles, o projeto destina-se na verdade para o tráfego de carros. Continuar lendo