Riscos da mineração no Pampa é o tema do primeiro AGAPAN Debate de 2018

Captura de Tela 2018-03-16 às 07.33.01.pngUma das atividades que mais impacta e representa riscos constantes de desastres no meio ambiente, a mineração de metais pesados é o foco principal do evento Agapan Debate que será realizado no próximo dia 9 de abril, às 19h, no auditório da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).

O evento é promovido pela Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan) e conta com o apoio da Universidade e da Assessoria de Gestão Ambiental (AGA) da Ufrgs.

Continuar lendo

Anúncios

AMA pede retomada da mesa de diálogo entre CMPC e comunidade de Guaíba

Captura de Tela 2018-03-15 às 06.30.12.png
Fonte: http://www.amaguaiba.org                                       

A Associação Amigos do Meio Ambiente – AMA, de Guaíba, solicitou ao deputado Altemir Tortelli, atual presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, a retomada das reuniões da mesa de diálogo formada para buscar a construção de soluções para o conflito socioambiental entre a produtora de celulose CMPC (ex-Borregaard, ex-Riocell) e a comunidade de Guaíba.

A entidade, no ofício assinado pelo diretor Eduardo Raguse Quadros,  lembrou ao deputado que, em reunião dia 8/12/2017, foi definida uma pauta a ser trabalhada, composta dos seguintes problemas apresentados pela presença e funcionamento da indústria: altos níveis de ruído; incidência de materiais particulados, serragem e espuma sobre as antigas residências existentes na região circunvizinha ao empreendimento; presença de diferentes odores que extrapolariam os limites permitidos, tais como compostos reduzidos de enxofre, cloro, cal e voláteis oriundos da Estação de Tratamento de Efluentes – ETC; os riscos à comunidade exposta a acidentes potenciais como o vazamento de produtos tóxicos e explosões; e as alterações na malha viária que promoveu o fechamento de uma das principais avenidas da região.
A assessoria do deputado Tortelli respondeu, em 13/3,  à AMA informando que estariam fazendo ‘tratativas de data com a CMPC’.
Mais informações:

E ainda:

 

 

 

 


Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo “APEDEMARS” dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para apedemars+unsubscribe@googlegroups.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

Gaúchos lutam pela preservação do rio Camaquã

Captura de Tela 2018-01-16 às 10.05.40

Ambientalistas da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan) se integram às iniciativas em defesa do patrimônio ambiental de Palmas, localizada em Bagé, na região da Campanha do Estado Rio Grande do Sul (RS). 

Captura de Tela 2018-01-16 às 10.06.36
Formação rochosa localizada entre os municípios de Lavras do Sul e Bagé, às margens do Rio Camaquã [30º 51’56.84”S e 53º 42’36.29”W], serviu de palco para a fotografia do grupo. Ao fundo, uma ampla vista representativa do Bioma Pampa.
Após ficarem sabendo, há pouco mais de um ano, sobre a intenção de uma empresa de instalar uma mina de metais pesados nas proximidades do rio Camaquã, as irmãs Márcia e Vera Colares, que residem em Bagé e têm propriedade rural em Palmas, abraçaram a árdua missão de agregar forças para defender os patrimônios ambiental e cultural da terra onde nasceram e vivem até hoje. Continuar lendo

Seminário da Associação Ambientalista Biguá, em Arambaré, acontece no próximo fim de semana

Captura de Tela 2018-01-04 às 06.51.28A Associação Ambientalista Biguá, associada da APEDeMA/RS, juntamente com o Curso de Extensão de Educação do Campo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS realizará o seu V Seminário no Município de Arambaré, RS.

Este evento, que se chamará RECULUTA DE VIVÊNCIAS é o relato e debate de diversos assuntos. Acontecerá nos dias 06 e 07 de janeiro de 2018.

Continuar lendo

Reunião na Assembleia Legislativa sobre poluição da CMPC em Guaíba não trouxe esperança aos moradores do entorno

Aconteceu na tarde de 08 de dezembro, na Assembleia Legislativa, a primeira reunião da mesa de diálogo, formada na audiência pública de 07 de novembro, para buscar soluções efetivas aos impactos socioambientais oriundos da operação da fábrica de celulose da CMPC instalada em Guaíba, que recentemente teve sua capacidade produtiva quadruplicada.  A presente nota encontra-se originalmente no site da AMA – Amigos do Meio Ambiente, de Guaíba.

Compuseram a mesa o Diretor de Projetos da CMPC, Otemar Alencastro, acompanhado de três advogados e uma técnica ambiental da empresa; a Coordenadora do Núcleo de Resolução de Conflitos Ambientais – Nucam do Ministério Público Estadual, Promotora Anelise Grehs; o Secretário de Planejamento de Guaíba, Jeferson Santos, e o Assessor Beto Scalco; a Presidente da Associação de Moradores do Balneário Alegria – ABA, Cristiane Simões, acompanhada de moradores; e Francisco Milanez e Heverton Lacerda, respectivamente Presidente e Secretário da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural – AGAPAN; a mediação foi feita pelo Deputado Estadual Altemir Tortelli (PT), Presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente. Continuar lendo

Associação Amigos do Meio Ambiente de Guaíba e Associação dos Moradores do Balneário Alegria, com apoios, realizam manifestação contra a poluição da CMPC

Nota da AMA publicada em seu site noticia as atividades da comunidade no último domingo contra a poluição causada pela CMPC

Captura de Tela 2017-12-06 às 12.03.29.jpeg

Na tarde do domingo, 3 de dezembro, a ABA – Associação dos Moradores do Balneário Alegria e a AMA – Associação Amigos do Meio Ambiente, com o apoio do Grupo de Teatro Popular Comparsaria das Façanhas, receberam o reforço do Grupo de Voluntários do Greenpeace de Porto Alegre e do NAT – Núcleo Amigos da Terra Brasil, e promoveram uma série de atividades visando aprofundar o debate e denunciar que os impactos da produção de celulose continuam atingindo a população local dia e noite.

O grupo percorreu o entorno da empresa, vivenciando o ruído e o odor de compostos de enxofre no ar. O Marco Farroupilha (patrimônio histórico com pedido de tombamento junto ao IPHAE), bem como os fundos da fábrica foram visitados. Na Praia da Alegria, a Comparsaria das Façanhas realizou uma intervenção teatral em que criticou o modelo produtivo da cadeia da celulose e seus impactos inerentes, como o monocultivo de eucalipto e expulsão das famílias do campo, além dos conflitos socioambientais no entorno da indústria. O Greenpeace somou-se ao ato abordando os riscos à saúde da população, e fazendo fotos e vídeos que integram uma campanha em apoio à causa, que conta também com uma petição exigindo a volta da qualidade de vida no local. Continuar lendo

Audiência Pública na Assembleia Legislativa vai discutir impactos da operação da CMPC (Ex-Riocell) em Guaíba

Captura de Tela 2017-11-07 às 06.53.46.pngA AMA – Associação Amigos do Meio Ambiente e a ABA – Associação dos Moradores do Balneário Alegria  estão convocando os interessados para participar da Audiência Pública sobre os sérios impactos sofridos pela comunidade de Guaíba devido às obras e operação da produção de celulose da empresa CMPC – Celulose Riograndense, controlada atualmente por capital chileno.

A Audiência Pública foi convocada pelo Deputado Altemir Tortelli, presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa e será realizada no Palácio Farroupilha nesta quarta-feira (8/11), na Sala Adão Pretto, com início às 9h30min.

Continuar lendo