Amigos da Terra Brasil pedem contribuição para o MTST

Captura de Tela 2017-09-10 às 21.16.11O Amigos da Terra Brasil pede apoio à ocupação realizada na noite de sexta para sábado em área na zona norte de Porto Alegre pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto.  A contribuição pode ser efetuada na própria ocupação ou serem entregues no Amigos da Terra Brasil  (Rua Olavo Bilac, 192).

A entidade contam também com serviços de uma coleta voluntária de alimentos que podem ser contatados pelo número (51) 999-29-4981.

 

Anúncios

AGAPAN convida para primeira entrega do Troféu Padre Balduíno Rambo

Captura de Tela 2017-09-10 às 09.11.13
Troféu Agapan de Ecologia, autoria de Zorávia Bettiol

Em 25 de setembro, a Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan) entregará o Troféu Padre Balduíno Rambo ao vencedor da edição 2017 do Prêmio Agapan de Ecologia. O nome do vencedor desta edição será divulgado durante solenidade de premiação que será realizada às 19 horas no Auditório 1 do Colégio Anchieta, em Porto Alegre.

O Prêmio Agapan de Ecologia tem o objetivo de destacar indivíduos ou instituições que expressam, nos conjuntos de suas ações, importantes contribuições ecológicas para a nossa sociedade. Continuar lendo

11/9 – História e perspectivas do movimento ecológico gaúcho é a pauta do próximo Agapan Debate

Como avançar diante de um cenário político-econômico de ataque ao ambiente natural?
As constantes e crescentes investidas contra o patrimônio ambiental brasileiro e mundial demandam maior atenção e empenho de entidades ambientalistas e demais integrantes da luta em defesa do ambiente natural, que, em sua grande maioria, trabalham de forma voluntária e economicamente dispendiosa.
Casos como a criminosa ação contra o rio Doce, que até hoje não puniu os culpados pela maior catástrofe ambiental provocada pela ação humana no Brasil, o desmatamento e o envenenamento do solo e da água provocados pela cultura agroindustrial brasileira, entre outros, nos apontam para a necessidade refletir sobre o atual estágio do ambientalismo praticado, em especial, aqui no Rio Grande do Sul e no Brasil.
Rever a história do ambientalismo, que conta com o importante protagonismo da Agapan, desde 1971, e entender os desafios que vêm pela frente são fundamentais para qualificar e ampliar a mobilização em torno da luta ecológica.

Continuar lendo

Plano de Uso Público do Parque de Itapeva quase pronto 

Captura de Tela 2015-09-23 às 10.08.48Após um longo processo de diagnóstico e planejamento, efetuado em conjunto com técnicos e a comunidade torrense através de oficinas, o Plano de Uso Público (PUP) do Parque Estadual de Itapeva, em Torres, está na reta final. Estruturado em uma base técnica sólida, amparada na análise do parque e da região, o planejamento foi centrado na viabilidade ambiental, operacional e econômica. O foco foi construir a identidade do Parque voltada para o ecoturismo. Continuar lendo

AIPAN destaca vídeo da ONU sobre os malefícios dos plásticos para os oceanos

Captura de Tela 2017-09-05 às 01.33.00.pngA AIPAN – Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural, de Ijuí, RS, associada da APEDeMA/RS, destacou a recente realização da Conferência sobre os Oceanos, em junho, que tratou também do plástico como poluidor do ambiente marinho.

Veja o vídeo distribuído pela ONU:

No início de junho de 2017, a ONU realizou a Conferência sobre os Oceanos com o objetivo de apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14: conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável; saiba como foi e acompanhe o tema em http://nacoesunidas.org/tema/ods14 #SaveOurOcean#MaresLimpos

Movimento Roessler posiciona-se contra Tecnosinos, da Unisinos, no Parque Balduíno Rambo

Captura de Tela 2017-08-27 às 19.46.54Anunciada há algumas semanas a intenção da UNISINOS avançar sobre área da Reserva Florestal Parque Balduíno Rambo, o presidente do Movimento Roessler de Defesa Ambiental, Arno Kayser, publicou  contraponto enérgico em artigo publicado no Jornal VS na última sexta-feira, 25/8/2017:

Parque Balduíno Rambo

Lemos com tristeza a notícia de que a Unisinos está solicitando ao governo do Estado uma área do Parque Balduíno Rambo para expansão do Tecnosinos. Logo ficamos imaginando como reagiria o homenageado ao saber da notícia. Balduíno Rambo lutou muito para proteger esta área e  não ficaria contente com a ideia. Já no passado, se pretendia implantar um distrito industrial.

Mas, se nos anos 40/50 os motivos para preservar a área já eram fortes, imagina nos nossos dias. Trata-se de uma das últimas grandes áreas verdes preservadas na região metropolitana no eixo da BR-116. E próximo há áreas  desocupadas já bem alteradas que poderiam abrigar o empreendimento do Tecnosinos. Como exemplo citamos a área junto ao entroncamento da BR-116 e BR-448 abandonada há anos.

O Parque Balduíno Rambo precisa de mais proteção para que continua seu papel de área verde estratégica da região. Os próprios empreendedores que vierem a se somar ao projeto do Tecnosinos por certo não ficariam confortáveis em saber que sua empresa está sendo implantada em substituição a uma das últimas áreas verdes de grande porte de todo o Vale do Sinos. Não cremos que seja este o desenvolvimento tecnológico que realmente se espera nos dias atuais em que a proteção da natureza conjugada com o avanço tecnológico é cada vez mais presente.

Imaginamos que, se hoje vivo, o padre Rambo certamente estaria lutando para consolidar o espaço como uma zona de pesquisa e lazer para toda a população. Por isto defendemos que se considerem outras alternativas para a localização do Tecnosinos do que avançar numa área com uma vocacão tão nobre para a defesa da vida da região, e se avalie outro caminho em sintonia com o espírito do nosso tempo.

AGAPAN manifesta seu apoio às indicações da APEDeMA para o COMAM/Porto Alegre

“Nossa maior preocupação atual se refere à ocupação das vagas ambientalistas por entidades descomprometidas e alheias ao movimento ecológico…”

A Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan) manifesta seu apoio ao Ofício 06/2017 da Assembleia Permanente de Entidades em Defesa do Meio Ambiente do Rio Grande do Sul (Apedema-RS), no qual é cobrado do atual presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam) de Porto Alegre, Sr. Maurício Fernandes, a observação da importante prática já instituída há vários anos de respeitar a indicação da Apedema para no acolhimento das entidades ambientalistas integrantes do Comam.  

“Vale lembrar que no âmbito estadual o tema foi objeto de uma profunda avaliação, resultando a análise na Resolução CONSEMA 102/2005 e no atual Regimento Interno (Resolução CONSEMA 305/2015), confirmando a validade e importância da participação da APEDEMA para indicar as entidades ambientalistas perante os Conselhos de Meio Ambiente.”

Diante da possibilidade e do risco de promover o aparelhamento do Comam com a inserção de falsas entidades ambientalistas, que não observam as diretrizes do movimento ecológico e pretendem aproximações com setores empresariais e políticos já privilegiados no Conselho, tornando ainda mais desigual a composição deste Comam e enfraquecendo a parcela que realmente vota em defesa do ambiente natural, o que deveria ser – e não tem sido – o objetivo maior do Conselho, reafirmamos nossa posição de contrariedade ao método de escolha de representação ambientalistas adotado recentemente pelo Sr. Maurício Fernandes.