Grande Ato em Defesa da Fundação Zoobotânica – Inconformidade com a irracionalidade de atos administrativos letais à proteção ambiental.

No dia 19/02/2018 foi o grande evento em defesa da FZB. Em torno de 150 pessoas participaram do ato, sendo que 137 assinaram a lista de presença. Destas pessoas, pelo menos, 25 organizações e coletivos representados: Apedema – RS, ONG GESP (da coordenação estadual); Instituto Mira-Serra; Instituto Ingá; Instituto Curicaca, Agapan; AMA de Guaíba; Greenpeace; Sindicato dos docentes das IES; CPERS; PCO; FEE; Bolsistas de Iniciação Científica FZB; estudantes da UFRGS, UERGS, UFSM e ULBRA; PET Biologia UFRGS, MoGDeMa, Apedema RS, SEMAPI RS, UJC. Da imprensa: Coletivo Catarse, Jornal Já, Sul21 e RBS.


Entre gritos e palavras de ordem, com direito até a composições próprias foi dado o recado:

Estamos atentos, mobilizados e seguiremos lutando em defesa da FZB. Deixamos claro à Secretária de Meio Ambiente que não estamos dispostos a recuar, tampouco aceitar a extinção calados!

No ato, foram colados cartazes nas paredes da SEMA em uma comissão composta por 2 professores, uma servidora da FZB e um estudante conseguiram uma reunião com a chefe de gabinete da sec. Ana Pellini, Lilian Zanker. A reunião iniciada cerca de 11:10 deixou mais perguntas que respostas.

Segundo membros da Comissão:

Às 11:30, a secretária Ana Pellini chegou a reunião entre questões não respondidas afirmou que o processo de extinção está sendo democrático está seguindo os pré-requistos legais. Pellini desconsidera o contexto em que foi votada à extinção, Assembleia Legislativa com as portas fechadas e estudantes e servidores apanhando injustamente da Brigada Militar, desconsidera também o desrespeito judicial ao despacho recente do Juiz Eugênio Terra. Pellini deixou claro na reunião que: o governo não irá recuar” e que a reversão do processo de extinção é somente via judicial. Olhem para frente” as funções da FZB serão executadas por um departamento de pesquisa, ou seja, haverá um nítido rebaixamento de status de fundação para departamento. Pellini e Lilian demonstraram desrespeito à pesquisa, não reconhecendo o que é prestigiado por cientistas do Brasil e do mundo. Ambas desconhecem como funciona o processo de captação de recursos por agências de fomento à pesquisa e, ao menos, tem noção do número de bolsistas da fundação.

Ainda, segundo os manifestantes:

Ficou claro que nem mesmo a secretária sabe como será esta “absorção” das funções da FZB pela SEMA. Na verdade não há como ficar claro, pois uma secretaria não pode “absorver” uma instituição de pesquisa. Finalizando a reunião Pellini propôs que se compusesse uma comissão de estruturação do Departamento de Pesquisas para sugestões; sabemos, entretanto, que as sugestões acadêmicas e das ongs ambientalistas não serão acolhidas, pois em nenhum momento deste processo absurdo fomos realmente ouvidos.

O ato foi de impacto e mais ações deve ser planejadas para que fique claro a inconformidade com um processo irracional como esse de extinção! Clique aqui e leia mais: https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1738684516220043&id=1442218075866690

Fonte: Publicado por Comunidade RS‎ para “Grande Ato em Defesa da Fundação Zoobotânica” em  19 de fevereiro às 21:20

#SalveFZB

Veja mais fotos e vídeos do evento no endereço: https://www.facebook.com/events/793922550799136/permalink/800633333461391/?notif_t=event_mall_reply&notif_id=1519345131056781

 

Anúncios

Veja o registro das manifestações contra a extinção da SEMA no RS

Captura de Tela 2014-12-22 às 22.27.10Veja o registro das presenças da Agapan, do Ingá e outras entidades do Movimento Ecológico Gaúcho – MEG nesta segunda-feira, 22/12/2014, na Assembleia Legislativa do Estado do RS, durante a votação do Projeto de Lei n 282/2014, que alterou a Lei nº. 13601/2011, que dispõe sobre a estrutura administrativa do Poder Executivo do Estado do Rio Grande do Sul.

O Projeto de Lei, entre outras coisas, alterava o nome da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) para Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Também o Coletivo das Mulheres Unidas esteve presente contra o fim da SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES DO RS.  A proposta foi aprovada, por maioria, na Assembleia Legislativa, como mostra o vídeo.

Depoimentos de Paulo Brack, Sandra Jussara Mendes Ribeiro, Mariana Klafke, Coletivo de Mulheres.

Créditos:

Imagens: Movimento Ecológico Gaúcho.
Edição: Ana Carolina Martins da Silva (AGAPAN/RS).
Trilhas: ao vivo e Canção de Ivan Therra: Maçambique é do povo

A luta foi árdua e continua!

Fonte: Blog da Professora Ana Carolina: https://anacarolinapontolivre.wordpress.com/

Movimentos sociais farão marcha de protesto na abertura da Rio+20

Uma marcha de protesto será realizada nas ruas do Rio no dia 20 de junho deste ano, quando será aberta oficialmente a Conferência das  Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. “Existe uma proposta inicial de a gente ir até o Forte de Copacabana encontrar os empresários”, diz o ambientalista Carlos Henrique Painel, membro do Comitê Facilitador da Sociedade Civil para a Rio+20 e coordenador do Fórum Brasileiro de Organizações Não Governamentais e Movimentos Sociais (Fboms).

A marcha integra o Dia de Ação Global, que inclui várias atividades a serem empreendidas no mundo inteiro por organizações da sociedade civil que não poderão estar presentes à Cúpula dos Povos – evento paralelo à Rio+20, que ocorrerá no período de 15 a 23 de junho, no Aterro do Flamengo. “Haverá atividades nos Estados Unidos, na América Latina, na Europa, e a gente espera que na África também. É um Dia de Ação Global”, reforçou Carlos Painel.

Leia essa notícia completa no Site do SUL21.

A APEDEMA/RJ (Assembleia Permanente de Entidades de Defesa do Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro) faz parte do Comitê de Força-Tarefa para auxiliar na organização da Rio+20. Farão parte dessa comissão o ISA (Instituto Socioambiental), a REAPI (Rede Ambiental do Piauí), o Instituto Ipanema, a REJUMA (Rede da Juventude pelo Meio Ambiente e Sustentabilidade) e o CEA (Centro de Estudos Ambientais), ONG filiada À APEDEMA/RS.

Ampliando o ciberativismo ecológico contra o carvão mineral>> vote no GabineteDigital-RS

Seguimos em Ciberativismos! Aquela proposta do “VOTE NÃO a ampliação dos limites máximos para poluentes atmosféricos” (email a ser enviado aos conselheiros do CONSEMA) segue, uma vez que não houve reunião do Consema em 15/09.
Página Inicial do Gabinete Digital
Mas agora, te convidamos a votar na pergunta publicada no Gabinete Digital, 

Para votar e preciso seguir o passo-a-passo:
1) Acessar o site http://www.gabinetedigital.rs.gov.br
2) Cadastrar email e uma senha (qtos quiser) ;
3) Confirmar o recebimento de um email do GabineteDigital e acessar o site.

4) No GabineteDigital acesse o “Pergunte ao Governador” >> Tema: Meio Ambiente e Saneamento

Governador Responde

5) Por fim selecione a pergunta Preservação dos recursos naturais e matriz energética poluidora?”   < http://www.gabinetedigital.rs.gov.br/govresponde/perguntas/meio-ambiente-e-saneamento/nova#nova >
6) Por fim não esqueça de compartilhar nas redes sociais como twitter, facebook, emails, orkut…

Toda a coletividade conta com sua mobilização. Passe adiante…
Saudações Ecológicas
Coordenação Executiva (biênio 2009-2011)


ASSEMBLEIA PERMANENTE DE ENTIDADES EM DEFESA DO MEIO AMBIENTE
Coordenação Executiva Biênio 2009-2011
Núcleo Amigos da Terra Brasil – Instituto Biofilia – Centro de Estudos Ambientais

Ciberativismo>> VOTE NÃO a ampliação dos limites máximos para poluentes atmosféricos

http://centrodeestudosambientais.files.wordpress.com/2011/05/865ed1f6-467a-4f01-bca8-2537737e4391_megafone.gif?w=368&h=248

Considerando que no dia 15/09/2011, o Conselho Estadual do Meio Ambiente do RS (Consema) estará analisando Parecer da Câmara Técnica de Recursos Atmosféricos (CTRA), expediente nº 004782-05.00/08-5, que propõe a ampliação dos limites máximos para poluentes atmosféricos gerados por fontes novas fixas – caldeiras com queima de carvão mineral para geração de energia elétrica, vimos por meio deste solicitar sua colaboração em mais um ciberativismo ecológico!Sendo assim, a Assembleia Permanente de Entidades em Defesa do Meio Ambiente (APEDeMA-RS) convocamos a todos e todas que envie email aos conselheiros do CONSEMA afim de alertá-los que a ampliação dos limites máximos para poluentes atmosféricos coloca em maior risco o meio ambiente, e conseqüentemente a saúde da sociedade gaúcha e brasileira.

Toda a coletividade conta com sua mobilização. Passe adiante…
Coordenação Executiva (biênio 2009-2011)

Continuar lendo