Amigos da Terra Brasil verificam a situação dos índios na Ponta do Arado

Captura de Tela 2018-12-22 às 11.02.28.pngOs Amigos da Terra Brasil, associada da APEDeMA/RS,  estiveram visitando a Ponta do Arado, no extremo sul de Porto Alegre, em 19/12/2018. Na visita à Aldeia Tekoá Yjere, os Guarani denunciaram estar sofrendo isolamento involuntário por meio da instalação,  da  parte da empresa Arado Empreendimento /Dama, de cercas de arame no território indígena e em área de marina (legalmente, àrea pública). Segundo os Amigos da Terra, denunciam também estarem sendo monitorados dia e noite por seguranças do empreendimento que estariam impedindo, de várias formas, impedir seu acesso a água e lenha.

Após a visita dos Amigos da Terra a empresa providenciou a colocação de sensores nas cercas para evitar o transito dos indígenas na área.

Anúncios

APEDEMA/RS realiza Encontro Estadual de Entidades Ecológicas em 17/11

Captura de tela 2018-11-13 10.24.16.pngA AIPAN – Associação Ijuiense de Proteção ao Ambiente Natural vai realizar no próximo sábado, 17/11, o Encontro Estadual de Entidades Ecológicas. A pauta proposta aos associados da APEDeMA/RS e demais participantes é:  conjuntura estadual, nacional e internacional e relatos/apresentações das entidades,
LOCAL – A reunião vai ocorrer no  Auditório do SINPRO Noroeste RS localizado na rua Sete de Setembro, 720, no centro de Ijuí.   (mapa)
E-MAIL – Contatos com os organizadores:  secretaria@aipan.org.br ou telefone (55) 3333 0256,

Novo Governo e a Mídia são temas do AGAPAN Debate de 12/11

Captura de tela 2018-11-08 09.59.22.png

O que podemos esperar das políticas públicas em defesa do meio ambiente para os próximos anos diante das alterações no cenário político brasileiro definidas pelas urnas em 2018?
Essas e outras importantes questões, como a pressão para o facilitamento dos licenciamentos ambientais e para o uso da  terra para a produção de commodities produzidas a base de muito veneno, o desmatamento e o uso predatório de recursos ambientais, estarão em debate na próxima segunda-feira, dia 12 de novembro.
O Agapan Debate, evento promovido pela Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), será realizado no auditório da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), em Porto Alegre, das 19h às 21h.
Para debater conosco, foram convidados os professores Juremir Machado da Silva e Benedito Tadeu César.
Juremir é professor na PUCRS, onde coordena o Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social. Graduado em História e Jornalismo pela PUCRS (1984). Doutor em Sociologia pela Universidade de Paris V sob a orientação de Michel Maffesoli. Fez pós-doutorado em Paris, onde trabalhou com Edgar Morin, Michel Maffesoli e Jean Baudelaire. Pesquisador nível 1B do CNPq, foi correspondente de Zero Hora em Paris. É cronista do Correio do Povo com coluna diária. Apresenta o programa “Esfera Publica” na Radio Guaíba. É romancista, ensaísta e tradutor, com vários livros publicados.
Benedito é cientista político, mestre em Antropologia Social e doutor em Ciências Sociais, ambos os títulos pela Unicamp. Professor da Ufrgs (aposentado), foi coordenador do Programa de Pós Graduação em Ciência Política da Universidade, em 2009 e 2010. É integrante das coordenações do Comitê em Defesa da Democracia e do Estado Democrático de Direito, do Comitê Gaúcho do Projeto Brasil-Nação e do M3D – Movimento Democracia, Diálogo e Diversidade. É especialista em partidos políticos e comportamento eleitoral.
A mediação do evento será realizada por José Secundino Fonseca, jornalista e conselheiro da Agapan.
Confirme a sua participação na página do evento no Facebook.

Agapan assina Carta Aberta sobre Valores Humanos e Ambientais

Captura de tela 2018-10-24 16.01.24.pngEm 21 de Outubro de 2018, o Centro de Estudos Budistas Bodisatva (CEBB), na sua sede de Caminho do Meio, em Viamão, Rio Grande do Sul, convidou representantes de diferentes organizações religiosas, movimentos sociais, entidades não governamentais, representantes do poder público, lideranças indígenas e pessoas em geral, com a presença de cerca de 100 pessoas no local e 200 acompanhando virtualmente, para uma conversa aberta sobre a promoção dos valores humanos e ambientais no contexto político e social atual.

Esteve presente, pela AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, associada da APEDEMA/RS, o seu presidente, Francisco Milanez, e o vice-presidente, Heverton Lacerda.  Continuar lendo

Agapan promove painel sobre a certificação de orgânicos

Captura de Tela 2018-08-21 às 08.58.29.pngO próximo AGAPAN Debate será em 3 de setembro, segunda-feira, e terá como tema a certificação dos produtos orgânicos – Certificação Orgânica: Verdades – Mentiras – Propostas de Avanços.

Afinal, as certificações são confiáveis? O que é possível melhorar?  Participarão os produtores Vilson Stefanovsky, presidente da Associação da Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE), entidade que substituiu a Coolméia – Cooperativa Ecológica na realização da feira pioneira da primeira quadra da Av. José Bonifácio, em Porto Alegre, e Silvana Bohrer, presidente da Associação dos Produtores da Rede Agroecológica da Região Metropolitana de Porto Alegre – RAMA.

Mediará o painel o advogado Renato Barcelos, da AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural.  A atividade começará às 19h no Auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRGS – rua Sarmento Leite, 320. (ver mapa).

Apoiam a atividade a Assessoria de Gestão Ambiental e o Núcleo de Saúde Urbana, ambos vinculados à UFRGS.

  • Veja detalhes e confirme presença no evento no Facebook.

Amigos da Terra entram com interpelação na Justiça contra a GM e reclamação junto ao CONAR

Captura de Tela 2018-06-12 às 11.20.00.pngPor entender que a Chevrolet atenta contra os ambientalistas e a agricultura familiar ao afirmar em publicidade para a camionete S10 2018 que “apesar de alguns apontarem o dedo, julgarem, eles continuam firmes zelando não só pelo futuro da fazenda, mas também pelo futuro do Brasil”, referindo-se elogiosamente ao agronegócio, o Núcleo Amigos da Terra Brasil, associado da APEDEMA/RS, tomou duas providências.

Ao mesmo tempo em que entrou com reclamação junto ao CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, os Amigos da Terra protocolaram uma interpelação judicial para que a General Motors do Brasil ofereça explicações sobre a publicidade.

A ação judicial (00111800592338) foi distribuída para a 4ª Câmara Cível do Foro de Porto Alegre na ultima quinta-feira (7/6) e, até o momento (em 11/6) não houve outra movimentação conforme o site do Tribunal de Justiça. Continuar lendo

ASSINAMOS: Manifesto Contra o Pacote do Veneno

A APEDEMA-RS assinou e convida a todos e a todas a assinar o Manifesto Contra o Pacote do Veneno. A saber:

Manifesto Contra o Pacote do Veneno

ALERTA A SOCIEDADE SOBRE O PACOTE DO VENENO EM PAUTA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

As organizações abaixo assinadas repudiam veementemente o parecer do deputado Luiz Nishimori (PR/PR) sobre o Projeto de Lei 6299/02, de autoria do Ministro da Agricultura Blairo Maggi, que tramita em comissão especial na Câmara dos Deputados desde julho de 2015.

São diversos os retrocessos que propostos neste Projeto de Lei:

  • Muda o nome “agrotóxico” para “defensivo fitossanitário”, escondendo o verdadeiro risco destes produtos;
  • Autoriza o registro de agrotóxicos sabidamente cancerígenos e que causam danos no material genético, problemas reprodutivos e relacionados a hormônios e má-formações fetais;
  • Cria o RET (Registro Especial Temporário) e a AT (Autorização Temporária) para qualquer produto que tenha sido aprovado em algum país da OCDE. Dessa forma, despreza tanto a autonomia e soberania do Brasil, como desqualifica a pesquisa e a ciência brasileiras, desconsiderando nossa biodiversidade única no mundo, bem como as características alimentares da população brasileira;
  • Retira a competência dos estados e municípios em elaborar leis mais específicas e restritivas, ferindo o pacto federativo estabelecido;
  • Define que o Ministério da Agricultura será o ÚNICO agente do Estado responsável pelo registro, uma vez que a ANVISA (Ministério da Saúde) e o IBAMA (Ministério do Meio Ambiente) perderiam o poder de veto sobre registro e assumiriam responsabilidades auxiliares;
  • Os órgãos de saúde não teriam mais autonomia para publicar os dados de análises de agrotóxicos em alimentos, como vem fazendo nos últimos anos, destacando os resultados preocupantes que vem sendo encontrados;

Nossa legislação atual tem limites para garantir a reavaliação de agrotóxicos cancerígenos. O glifosato, por exemplo, está em processo de reavaliação há 10 anos, mesmo após agências internacionais de saúde como a IARC terem reconhecido seu caráter carcinogênico. Dos 50 venenos que mais utilizamos, 22 já são banidos na União Europeia, que também restringe práticas nocivas de aplicação como a pulverização aérea de agrotóxicos, ainda permitida no Brasil.

Com as leis atuais, somos o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, os venenos não pagam diversos impostos no país e são responsáveis por graves índices de adoecimento humano. Caso este PL seja aprovado, a situação do Brasil será perversamente agravada.
Os deputados que querem a aprovação do PL integram a Frente Parlamentar da Agropecuária (Bancada Ruralista) e atuam para defender os interesses da indústria agroquímica em detrimento do meio ambiente, da saúde pública e do apoio aos pequenos agricultores e à agroecologia.

Não podemos tolerar esse retrocesso. A votação do projeto de lei está prevista para o dia 08 de maio: mobilize-se nas redes sociais, escreva para o seu parlamentar e defenda nosso direito de ter uma alimentação saudável. Manifeste sua preocupação com a saúde da sociedade, e especialmente de quem trabalha ou mora no campo e está ainda mais exposto aos agrotóxicos. Converse na rua sobre o assunto e proponha debates na sala de aula e no local de trabalho.

Vamos mostrar que somos milhões de brasileiros e brasileiras contra os agrotóxicos e em defesa da vida!

CLIQUE AQUI E ASSINE ESSA CARTA A FAVOR DA VIDA!!