Amigos da Terra entram com interpelação na Justiça contra a GM e reclamação junto ao CONAR

Captura de Tela 2018-06-12 às 11.20.00.pngPor entender que a Chevrolet atenta contra os ambientalistas e a agricultura familiar ao afirmar em publicidade para a camionete S10 2018 que “apesar de alguns apontarem o dedo, julgarem, eles continuam firmes zelando não só pelo futuro da fazenda, mas também pelo futuro do Brasil”, referindo-se elogiosamente ao agronegócio, o Núcleo Amigos da Terra Brasil, associado da APEDEMA/RS, tomou duas providências.

Ao mesmo tempo em que entrou com reclamação junto ao CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, os Amigos da Terra protocolaram uma interpelação judicial para que a General Motors do Brasil ofereça explicações sobre a publicidade.

A ação judicial (00111800592338) foi distribuída para a 4ª Câmara Cível do Foro de Porto Alegre na ultima quinta-feira (7/6) e, até o momento (em 11/6) não houve outra movimentação conforme o site do Tribunal de Justiça.

No video ao mostrar um celular que traz na tela a manchete  ‘Agronegócio e Desmatamento’, o locutor diz ‘Algumas pessoas vão sempre apontar o dedo’.   O material foi produzido pela Agência Commonwealth/McCann, cujo CCO é Washington Olivetto.  A mensagem que passa, conforme os Amigos da Terra, é uma desinformação ao desqualificar a agricultura familiar pois  não é o agronegócio que ‘carrega o país nas costas’.

Informam os Advogados que a agricultura familiar responde por 35% da produção da pecuária de corte, 98% da produção de fumo, 80% da produção de leite, 89% da produção de mandioca, 69% da produção de suínos, 65% da produção de milho, 61% da produção de aves e ovos, 51% da produção de soja, 35% da produção de arroz, 49% da produção de trigo, 92% da produção de cebola, 95% da produção de laranja (litros) e 80% da produção de feijão.

Defendem os Advogados José Renato de Oliveira Barcelos, Marina de Almeida Rosa, Pedro Bigolin Neto e Rodrigues de Medeiros Silva que a publicidade é enganosa e abusiva e que as informações colocadas no comercial para atrair o consumidor não correspondem à realidade.  E solicitaram seja determinada a imediata retirada do comercial do ar.

 ===> A ação foi noticiada hoje pelo site especializado em divulgação técnica na área do Direito & Justiça Espaço Vital.  A notícia é dada com bastante objetividade e sugerimos a leitura do material aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s