Curicaca denuncia graves riscos ao Parque de Itapeva com possível remoção do gestor

Captura de Tela 2017-02-27 às 17.28.04.jpegO Instituto Curicaca denuncia, em sua página no Facebook, que graves riscos ao Parque Estadual de Itapeva poderão surgir a partir de perseguições políticas sofridas pelo servidor Paulo Grubler, atual gestor do parque. Grubler foi informado pela direção do Departamento de Biodiversidade, da Secretaria estadual responsável pelos parques, que será removido. Não teria sido informado qualquer justificativa.

A reunião com a diretora do Departamento Liana Barbizan Tissiani, Engenheira Florestal, ocorreu na última sexta-feira (24/2/17) . O Instituto Curicaca está chamando uma reunião emergencial com as instituições e pessoas que atuam junto à Unidade de Conservação para avaliarem a situação e definirem o que poderá ser feito a respeito.

No texto divulgado pelo Curicaca, afirma-se que “o que se espera, é que a reunião entre a diretora do DBio e o gestor tenha tido apenas um caráter de sondagem”. Considera ainda, o Curicaca, no texto, que “neste momento há muitos trabalhos o Parque coordenados por ele que não podem ser interrompidos“.

Pedido no Avaaz

O Instituto Curicaca ainda criou uma petição no site Avaaz com o título: “Secretária de Meio Ambiente Ana Pellini (RS): Contra a remoção do Biólogo Paulo Grübler da gestão do Parque de Itapeva”.o. 

Na justificativa, é afirmado: Alguns conflitos recentes, sobre os quais as decisões beneficiaram a biodiversidade, descontentaram políticos locais que representam setores
desenvolvimentistas predadores. Pressionada por eles, a Diretora do Departamento de Biodiversidade da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável resolveu realocar o Biól. Paulo Grübler, como se removesse uma pedra que atrapalha o caminho. Ele não tem interesse em sair e, muito pelo contrário, quer continuar fazendo cada vez mais e melhor pelo Parque, a biodiversidade e as comunidades que vivem em sua Zona de Amortecimento. Mudanças na gestão de UC motivadas por interesses políticos setoriais não são aceitáveis e, inclusive, colocam em risco todo o Sistema Nacional de Unidades de Conservação ‐ SNUC.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s