Amigos da Terra trazem mulheres do Grupo Bio para atividades em Porto Alegre

Captura de Tela 2016-06-21 às 19.55.02Do que vale o horizonte? Na cidade, os prédios bloqueiam cada vez mais o olhar além. Na campanha, o principal agente desta função opressora ao inconsciente e ao bem viver é o eucalipto. O que isso causa em quem traz dos antepassados mirar o longe?

A industrialização no meio rural, que gera doenças e morte material, pela utilização de agrotóxicos e pelo o monocultivo também causa a morte subjetiva, pela perda de conhecimento tradicional de quem mora no campo. Enquanto alguns latifúndios semeam clones sem vida, há quem pense e aja por outro caminho. É o caso do Grupo Biodiversidade (Grupo Bio), formado por assentados locais, que através de encontros e articulações, trabalham a agroecologia em Herval município localizado no Bioma Pampa.

Para divulgar mais esta luta e esta vida no Pampa, o projeto Quartas Temáticas, dos Amigos da Terra Brasil, articulou duas atividades com integrantes do Grupo Bio: 

  • Quarta Temática – 29/6/2016 – às 18h30min, na CaSaNat (rua Olavo Bilac, 192 – Porto Alegre, RS Brasil)

Bate papo com as mulheres do Grupo Bio

  • Marília Gonçalves do Sítio Ibiekos,
  • Monica Tapuia, do Grupo Bio
  • Dona Regina, do Grupo Bio

As três mulheres embarcam do Pampa para Porto Alegre para compartilhar as experiências de resistência em Herval. É oportunidade de entender como se dá a articulação dos agricultores da região para confrontar o monocultivo do eucalipto e da soja e para criar uma rede de agroecologia.

Também é oportunidade de saber como se dá a troca de saberes entre integrantes do Grupo Bio, na maioria agricultores experientes e com histórico na luta, com as gerações mais novas através do Projeto Fortalecendo a Soberania Alimentar, Conservando Saberes, Preservando a Pampa. O projeto, que é uma parceria do Amigos da Terra Brasil, do Sitio Ibiekos e do Grupo Bio, promove atividades de resgate e valorização do saberes populares com as estudantes e os estudantes de duas escolas da região, a EMEF Ernesto Che Guevara e EEEF Corintho Ávila Escobar. As ações incentivam a agroecologia tendo o Grupo Bio como parceiro, justamente para incentivar a troca entre as gerações.

Neste dia, vamos falar sobre Soberania Alimentar, sobre a resistência ao monocultivo, sobre a importância da troca de saberes, sobre saberes ascentrais, sobre educação do campo e muito mais.

Na ocasião, haverá o lançamento do livro “SABES SABERES SABIDOS?  Suleando os nossos sonhos!”. A cartilha é uma construção de muitas vozes, de todas as idades, cores, credos e gêneros. Uma construção conjunta com as e os estudantes da Che Guevara e da Corintho, protagonistas desta história, que, através de um Diário de Bordo, resgataram na troca com seus familiares, conhecimentos que, em muitos casos, já estavam se perdendo. Com desenhos, receitas, informações locais, o livreto é um documento de resistência e um transmissor do saber que circula, contornando as muralhas de eucalipto, pelos campos do Pampa.

Mas não acaba por aí!

  • 2/7, sábado, 14h, em frene à CaSaNAT

Feira FRUTOS DA RESISTÊNCIA e lançamento do filme “Sementes criolas de um mundo sem veneno”.

A produção agroecológica de Herval, de Maquiné e da Zona Sul de Porto Alegre vai estar reunida em frente a CasaNat, numa feira cheia de saberes e sabores. Mel, doce de leite, queijo, batata doce, feijão, milho e muitos outros frutos dos territórios. Frutos da troca de saberes entre os agricultores e da resistência. Das 14h às 17h estaremos na calçada da Olavo Bilac, 192, com toda essa diversidade. Mais um ponto da agroecologia na cidade.

Durante a tarde, às 16h, será lançado o filme “Sementes Crioulas de um mundo sem veneno”. Com duração de 26 minutos, a produção mostra a realidade de tomada do território pelas plantações de eucalipto, verdadeiros desertos verdes, e como os agricultores de Herval veem esse processo. Em um segundo momento, expõe o trabalho de troca de saberes através do projeto Fortalecendo a Soberania Alimentar, Conservando Saberes, Preservando a Pampa.

Quem quiser conhecer mais do que se passa no Pampa, pode conferir antes a reportagem “Resistência e autonomia campesina frente aos avanços da monocultura em Herval” – http://amigosdaterrabrasil.org.br/a-monocultura-do-eucalipto-cercea-o-horizonte-em-herval/

 

Mais informações:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s