Conservação da biodiversidade voltaria à idade das trevas no RS com a extinção da Zoobotânica

O INGÁ – Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais, associada da APEDeMA/RS, lançou nesta sexta-feira (7/8/2015), protesto público contra a extinção da Fundação Zoobotânica, anunciada na noite de ontem pelo Governador do Estado, em coletiva de Imprensa. O projeto seria encaminhado hoje à Assembleia Legislativa, em regime de urgência. Algumas de suas atribuições passariam diretamente à Secretaria Estadual do Meio Ambiente. Os servidores seriam demitidos.

Para o Professor Paulo Brack, do INGÁ, e da Coordenação da APEDeMA/RS, a manutenção da base de conhecimento da biodiversidade gaúcha mantidos em mais de 400 mil registros de plantas e animais tombados em coleções científica, e também a pesquisa básica relacionada com a fauna e a flora do Rio Grande do Sul, seriam inviabilizadas.  E questiona se “estaremos voltando à idade das trevas no âmbito do conhecimento de nossa biodiversidade ?”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s