Carolina Herrmann é vítima em rodovia da serra gaúcha: Amigos da Terra em luto

Carolina Herrmann Coelho de Souza
Carolina Herrmann Coelho de Souza (foto do blog do NATBrasil)

A Arquiteta Carolina Herrmann Coelho de Souza, militante dos Amigos da Terra Brasil, foi vítima de uma ultrapassagem mal-feita na estrada (RS-235) entre Canela e São Francisco de Paula ocorrido na quinta-feira (12/2/2015) a tarde na serra do Rio Grande do Sul e faleceu após ser socorrida.

A jovem de 34 anos dirigia uma Pálio Weekend que ficou completamente destruída quando uma Van Sprint que carregava bebidas ao fazer uma ultrapassagem de um caminhão bateu de frente com o seu carro. Estava acompanhada de Danilo Siqueira, seu companheiro. Os dois foram retirados com vida do carro com a utilização de ferramentas pelos bombeiros, mas ela não resistiu aos ferimentos e faleceu no Hospital Arcanjo São MIguel, em Gramado. Siqueira foi operado e depois transferido para o Hospital de São Francisco de Paula. (ver nota do Jornal de Gramado)

O Núcleo Amigos da Terra Brasil, afiliado da APEDeMA/RS, manifestou estado de luto e publicou nota em seu blog:

O nosso jardim perdeu uma bela flor. Não há palavras ou frases que não soem banais, quem sabe até ofensivas nessa ingrata tentativa de registrar a incredulidade com que todo mundo e cada qual recebeu a infame notícia de que nosso jardim perdeu uma de suas mais belas flores.

Palavras não são transparentes, não podem ser escritas com lágrimas e não carregam o peso da dor de quem redige perplexamente esse texto; palavras aqui só podem ser simples caracteres que não têm nada a dizer, a não ser apontar para o vazio deixado em nosso jardim.

Carolina Herrmann Coelho de Souza, a nossa querida Carol, foi retirada de nós, aos 34 anos, em mais uma demonstração do ódio e da violência, que banalizada segue a perpetuar-se em cada minúsculo espaço do nosso insano cotidiano; uma verdadeira guerra, silenciosa e brutal, travada no dia-a-dia de uma sociedade, lamentavelmente, cada vez mais adoecida e cada vez com menos flores lindas e coloridas como a nossa Carol.

Nós, dos Amigos da Terra Brasil, não nos sentimos suficientemente capazes de expressar a infinita gratidão, carinho, orgulho e respeito que mantemos por essa bela flor que tanto regou nosso jardim com seus sorrisos, amor e dedicação. Não nos sentimos suficientemente capazes, pois, assim como todas as pessoas que conheceram a nossa flor, não aceitaremos tão cedo referirmo-nos no passado a ela que só tinha futuro, um lindo e colorido futuro, como todas as mais belas flores dos mais belos jardins.

Ao nosso amigo – e companheiro de nossa flor – Danilo de Siqueira, que está hospitalizado em função do “acidente”, bem como às respectivas famílias, só podemos lamentar que nesse primeiro momento essas palavras não os possam abraçar diretamente no coração, na esperança vã – ainda que infinitamente honesta – de levar algum singelo conforto e alento.

Enlutados e sem condições de continuar a reverberar nossa incomensurável dor coletiva, apenas podemos encerrar com a densa tristeza de um jardim que perdeu a sua bela flor.

Entidades ambientalistas estão se manifestando perplexas com o acontecido.

Carolina era Arquiteta e Urbanista formada pela UniRitter em 2002 e fazia Doutorado em Arquitetura em Urbanismo na Universidade Federal de Minas Gerais. Era Mestre em Engenharia Civil pelo NORIE/UFRGS na área de Comunidades e Edificações Sustentáveis. (currículo completo).

Veja mensagens que amigos estão postando no Facebook.

Anúncios

5 comentários sobre “Carolina Herrmann é vítima em rodovia da serra gaúcha: Amigos da Terra em luto

  1. Comungo com todos e todas os sentimentos de tristeza por esta despedida precoce de Carol. Todos perdemos: nós, seres humanos, especialmente os que lutam contra a insânia da mineração, e a Terra. Desejo que Danilo, seu companheiro de amor e de luta, se recupere e seja presença também dela entre nós. Saudades. Ivo Poletto

  2. Com a querida Carolina,competente, dedicada, idealista e cheia de sonhos, vai um pouco da nossa esperança num Brasil melhor, com maior respeito ao meio ambiente e às pessoas, com suas diferenças, crenças e ideais. Mais uma vítima da violência das nossas estradas, dentre tantas outras formas de violência, contra as quais Carolina sempre lutou, com seu jeito doce, porém acertivo e forte de quem luta por mudanças estruturais e pelos ideais que acredita. Torcendo pela recuperação do também querido Danilo, manifestamos nossa dor e nossos mais profundos sentimentos aos pais, amigos e parentes. Saudades! Rogério e Samir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s