APEDEMAS do RS e do RJ debatem Rio+20 e Cúpula dos Povos

Na próxima semana, dia 11 de abril de 2012, as ONGs filiadas à APEDEMA/RS se reúnem em Porto Alegre, na sede do INGÁ (Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais), ONG filiada e atualmente sede itinerante da Coordenação da APEDEMA/RS, para debater assuntos gerais, como a situação grave de desmonte da SEMA (Secretaria Estadual de Meio Ambiente/RS) e FEPAM (Fundação Estadual de Proteção Ambiental), bem como a finalização do Documento da APEDEMA/RS sobre a Rio+20 e sua posição para a Cúpula dos Povos. Kathia Vasconcelos, da ONG Mira-Serra, Ong filiada À APEDEMA/RS, integrante da RMA (Rede Mata Atlântida), está participando do Comitê que organiza e estuda a Rio+20 e sugere a leitura de alguns documentos importantes sobre esse tema que podem ser encontrados no site Eco Salada Verde.

O parecer da APEDEMA/RS vem sendo elaborado em reuniões presenciais gerais da APEDEMA/RS, na sua lista virtual de debates e tem se alimentado das participações das ONGs filiadas em Seminários locais, regionais, nacionais e internacionais, como a Assembléia dos Movimentos Sociais acontecida no FST em Porto Alegre.

A formulação do documento leva em conta esses principais pontos discutidos nas reuniões pregressas, bem como nos encontros do dia 26/1/2012, à tarde, na UFRGS (Oficina sobre as hidrelétricas) no FST (Ver no blog da ASPAN/SB) e, à noite, na comunidade Utopia e Luta (POA), na sequência do lançamento da Exposição Virtual “Arte e Ecologia” – GRAFAR & APEDEMA. Na ocasião, o Engenheiro Agronomo Darci Bergmann (ASPAN-SB), ONG filiada À APEDEMA/RS, apresentou em versão ppt uma pré-proposta de documento, preparada pelo Prof. Paulo Brack  (INGÁ/RS). Estiveram presentes ONGs membros da APEDEMA/RS, o ativista Sylvio Nogueira (representando o MOGDEMA e o Movimento em defesa da Orla do Guaíba), representantes de Utopia e Luta e integrantes da APEDEMA do Rio de Janeiro.

A APEDEMA do Rio de Janeiro tem se organizado amplamente com a sociedade para suas intervenções na Cúpula dos Povos e na Rio+20. Segundo o Eng Ftal Markus Stephan Wolfjdunkell Budzynkz, há, inclusive, um documento registrado em cartório, onde FAMERJ, FAFERJ, CUT-RJ E APEDEMA-RJ “são os PARCEIROS na criação e organização do COMITÊ POPULAR RIO + 20”. Por conta disso, realizarão no mesmo dia de sua AGO-Assembléia Geral Ordinária, ou  seja, dia 28 deste, o Seminário Rio+20 com ênfase em Agroecologia na Perspectiva da Economia Verde e para o mês de maio um evento em parceria com a FIOCRUZ, conforme informações compartilhadas  entre as duas APEDEMAS em Porto Alegre, no evento no UTOPIA E LUTA.

Alexandre Pessoa Dias, Professor-pesquisador (Lavsa/EPSJV/Fiocruz), integrante desse processo junto com a APEDEMA/RJ, compartilha com os ambientalistas e com diversos companheiros dos Movimentos Sociais a respeito das restrições da economia verde apresentada pela ONU e pelas corporações ou a versao brasileira da economia verde inclusiva na qual o adjetivo nao muda substantivamente a armadilha da falsa solucao que ela representa. Segundo o Pesquisador: “A Cupula dos Povos está lançando documentos contrarios a ela o que acho uma conquista, outros movimentos como o grupo da Rio-20, ou um coletivo de grupos de estudos criticos de universidades como UFRJ, Uff, Fiocruz, estão se organizando categoricamente de forma contraria a esta proposta. Grupo de mulheres camponesas estão propondo a soberania ambiental que considero mais adequada frente a onda de exploração socioambiental pelo qual sofre nosso pais, uma afronta à soberania nacional , à soberania alimentar, etc.”

Foto Alexandre Pessoa Dias  

(Engenheiro civil sanitarista, mestre em Engenharia Ambiental pela UERJ)

As posições da APEDEMA/RS serão divulgadas em Seminário próprio para esse fim em meados de maio em Porto Alegre, RS.  Antes disso, a APEDEMA/RS participa do Seminário “Que desenvolvimento queremos?” a ser realizado pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente do Estado do Rio Grande do Sul, CSMA, no dia 23/4/2012. Participaram da organização do evento o coordenador da Comissão, David Stival, a assessora para questões ambientais, Cíntia Barenho, e representantes da ANAMMA – Associação Nacional de Orgãos Municipais de Meio Ambiente, da Apedema – Assembléia Permanente de Entidades em Defesa do Meio Ambiente, Corsan e da Fundação Zoobotânica, Ministério Público Estadual RS – Procurador Dr. Rodrigo S. de Moraes, Comissão Pastoral da Terra do Rio Grande do Sul, dentre outros. Sugestões para esse Seminário no blog: http://quedesenvolvimentoqueremos.webnode.com/. Esse evento deveria ter ocorrido no FST, porém, devido à necessidade emergencial da Câmara de Vereadores, de prestar homenagem a um ex-vereador falecido, foi cancelado naquela ocasião.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s